A SEMANA AGORA

Funjope fecha 2023 com pagamento de editais da Lei Paulo Gustavo

dezembro 23, 2023 | by asemanaagora.com.br

A Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) concluiu, nesta sexta-feira (22), os pagamentos referentes aos projetos contemplados nos editais da Lei Paulo Gustavo, ‘O Novíssimo Cinema Parahybano’ e demais áreas da cultura. Ao todo, foi pago o valor de R$ 6.089.416,39 distribuídos em 163 projetos. Os recursos, que totalizam quase R$ 7 milhões, também foram aplicados nos contratos específicos de consultores e avaliadores dos projetos, conforme previsto nos editais.  

“A nossa equipe da Funjope fez um trabalho intenso e de muita qualidade administrativa e jurídica. Realizamos, desde o início, um grande conjunto de reuniões para informar e mobilizar a nossa comunidade de artistas, que respondeu plenamente ao desafio. Realizamos diálogos intensos, bons debates que mobilizaram Fóruns de Cultura e Conselho Municipal de Cultura. E o resultado é este: recursos pagos, projetos e artistas recebendo seus investimentos. Parabenizo a todos e fechamos o ano na certeza de um trabalho de excelência e que projeta um número muito bom de projetos e atividades culturais a serem desenvolvidos em 2024”, avaliou o diretor executivo da Funjope, Marcus Alves.  

A equipe do Fundo Municipal de Cultura (FMC) realizou um trabalho intenso para concluir os pagamentos, encerrando, no mês de dezembro, o processo dos editais da Lei Paulo Gustavo após meses de trabalho, de muito diálogo com a comunidade de artistas, com o Conselho Municipal de Cultura, com visitas a grupos, coletivos e associações. E tudo isso só foi possível a partir do Governo Federal e do Ministério da Cultura (MinC), que têm garantido um conjunto de políticas de editais para todo o país.

Inscritos – Ao todo, 959 projetos foram inscritos nos editais ‘O Novíssimo Cinema Parahybano’ e multiáreas. O município de João Pessoa recebeu exatos R$ 6.955.000,00 em recursos federais para investimento na cultura. 

Apoio – Desde o início do processo, ainda na fase de inscrições, a Funjope auxiliou os candidatos realizando uma série de debates com grupos de artistas nos polos e nas comunidades de Cruz das Armas, Tambiá, Colinas do Sul, Tambauzinho, Mangabeira. Roger, Porto do Capim, Muçumagro, São José, São Luiz, Citex, Ernani Sátiro e Esplanada. Além disso, realizou uma reunião virtual. O objetivo desse trabalho foi dar orientações e capacitar os artistas. 

Balanço – Ao longo de 2023, a Funjope publicou uma série de editais. No mês de março, lançou o de chamamento público para concessão de incentivo à montagem de espetáculos da Paixão de Cristo em polos nos bairros. As oito propostas de espetáculos cênicos selecionadas foram apresentadas durante a Semana Santa. O valor total foi de R$ 80 mil.  

A partir de maio, a Funjope intensificou as consultas à comunidade de artistas, com plenárias nos bairros, para pensar a melhor forma de usar os recursos da Lei Paulo Gustavo (LPG).  

A Fundação foi, inclusive, uma das primeiras a receber a verba do Ministério da Cultura (MinC) para a LPG. O recurso chegou no dia 6 de julho e, no mês seguinte, a Funjope abriu chamada pública de credenciamento de pareceristas e julgadores, criando um banco de profissionais para julgar os editais, cujas inscrições foram abertas no mês de setembro para projetos de multiculturas, de seleção de consultores e ainda para o setor audiovisual.  

RELATED POSTS

View all

view all