A SEMANA AGORA

Operação Lei Seca da GCM quer diminuir acidentes causados por embriaguez no trânsito em Campo Grande – CGNotícias

janeiro 11, 2024 | by asemanaagora.com.br

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Guarda Civil Metropolitana deflagrou na noite desta segunda-feira (10) a Operação Lei Seca – Bairro Seguro, com início pelas ruas do Jardim São Conrado. O itinerário, que teve início às 21h e seguiu até 01h da madrugada desta terça-feira, teve como objetivo diminuir acidentes de trânsito causados por condutores embriagados.

“A mistura de álcool e direção é um dos principais fatores de risco para a mortalidade no trânsito. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), um condutor que desrespeita a lei com um copo de cerveja tem três vezes mais chance de morrer em um sinistro do que um motorista sóbrio. A bebida alcoólica torna os reflexos mais lentos, diminui a vigilância e reduz a capacidade de reação”, aponta Anderson Gonzaga, secretário Especial de Segurança e Defesa Social do município (Sesdes).

A Operação Lei Seca – Bairro Seguro foi realizada na rua Praia Grande 1886, entre as ruas Pedra Negra e Major José Pinto, envolveu 31 agentes da Gerência de Fiscalização de Trânsito (GFT), Ronda Municipal (ROMU), Grupamento Especializado de Motopatrulhamento (GEMOP), Agetran e Gerência Operacional Lagoa e 16 viaturas, sendo 8 carros e 8 motos.

Durante a operação foram realizadas 254 abordagens, sendo 56 veículos quatro rodas, 148 veículos de duas rodas, 204 testes de etilômetro e 51 notificações lavradas. Não houve nenhuma documentação recolhida por questões de irregularidades, porém 13 motocicletas foram removidas por infrações contra as leis de trânsito.

A prefeita Adriane Lopes aponta que o combate ao consumo de álcool ao volante e outras infrações, são iniciativas que buscam garantir que as ruas da cidade sejam mais seguras para todos os seus habitantes. “É um aviso de que a segurança viária é responsabilidade de todos e a fiscalização, uma ferramenta vital para alcançar esse objetivo, sendo esse priorizar a vida, ou seja, aqueles condutores que ainda não se preocupam, nós como poder público e seus agentes, iremos buscar de todas as formas cabíveis e admissíveis a garantia da vida no trânsito”, finaliza.

 

RELATED POSTS

View all

view all