A SEMANA AGORA

Subea destaca a importância de manter a vacinação dos pets em dia – CGNotícias

janeiro 13, 2024 | by asemanaagora.com.br

Ter um animalzinho de estimação traz muita alegria para os donos, principalmente quando estão saudáveis e felizes. Por isso, é muito importante garantir que o cartão de vacinas do pet esteja atualizado.

Os animais, principalmente os filhotes, são muito vulneráveis às doenças, que podem ser graves e até fatais. Para Giselle Tavares, médica-veterinária da Subsecretaria do Bem-Estar Animal (Subea), é essencial vacinar seu pet antes de colocá-lo em contato com outros animais.

“Vacinar seu pet é um ato de carinho com ele, com sua família e toda sociedade, pois as vacinas ajudam na manutenção da saúde e evitam a disseminação de doenças.”

A veterinária explicou que cães e gatos precisam tomar as primeiras vacinas a partir dos 45 dias de vida. Em seguida, também é essencial que os animais tomem a vacina antirrábica, que protege contra a raiva.

As vacinas múltiplas ou polivalentes são as primeiras que o seu pet deve tomar para evitar que doenças como cinomose, parvovirose, adenovirose entre outras nos caninos ou rinotraqueite, clamidiose ou FELV entre outras, nos felinos. Elas podem ser aplicadas a partir da sexta semana de vida e devem ser tomadas em intervalos de 21 dias, até que o cachorro complete 4 meses. Após esse período, ela deve ser realizada anualmente em dose única, para o reforço da imunização.

Giselle ressalta que o tutor não deve atrasar nenhuma das 4 doses da vacina que o animal deve tomar, caso contrário “a vacina perderá toda sua ação de proteção”.

Já a vacina antirrábica é, sem dúvidas, uma das principais vacinas para os animais que existe, por se tratar de uma zoonose que pode ser transmitida para humanos. Ela deve ser aplicada a partir do quarto mês de vida, única dose, sendo necessário reforço anual.

Existem vacinas contra vírus, bactérias e outros parasitas que podem afetar não somente a vida dos animais de estimação, quanto também a de seus donos. É indicado que as vacinas para os pets sejam aplicadas corretamente, seguindo o calendário de vacinação, e acompanhado por um médico-veterinário de confiança.

A profissional destaca ainda que a vacinação correta, associada com cuidados médicos e nutricionais, faz com que a incidência dessas doenças diminua consideravelmente ano após ano, aumentando a expectativa de vida do seu pet. “Além disso, é critério básico para que os pets possam viajar, hospedar em hoteizinhos e creches, e possam conviver com outros animais em segurança”.

Vacinação polivalente gratuita

Para esse ano, a Prefeitura de Campo Grande, por meio da Subea ampliará o programa de vacinação animal e disponibilizará gratuitamente a vacina polivalente para cães de todas as idades dos munícipes da Capital. O projeto visa prevenir custos com tratamentos de saúde animal e evitando possíveis abandonos por falta de recursos.

“A atual gestão da prefeitura está ciente e comprometida com a causa e a ampliação do programa de vacinação para os cães da nossa Capital trará uma economia para o tutor de R$320 por animal, além de evitar a proliferação de doenças e futuros gastos com o tratamento”, pontua a titular da pasta, Ana Luiza Lourenço.

RELATED POSTS

View all

view all