A SEMANA AGORA

Bares tradicionais do Rio recebem placa de Patrimônio Cultural Carioca – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

fevereiro 4, 2024 | by asemanaagora.com.br

A placa do Bar Varnhagen- Marcelo Piu / Prefeitura do Rio

A Adega D´Ouro, em Vicente de Carvalho, e o Bar Varnhagen, na Tijuca, agora fazem parte do Circuito de Patrimônio Cultural Carioca, honraria concedida pelo Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH). Os dois botequins se juntam a outros 32 estabelecimentos tradicionais da cidade. A placa que marca o título recebidos pelos bares foi entregue neste sábado (03/02) pelo prefeito Eduardo Paes.

O botequim Adega D’Ouro, um ícone do subúrbio carioca, fica próximo à estação de metrô Vicente de Carvalho. A família de Seu Monteiro, fundador da casa há 55 anos, preserva a culinária lusitana resgatada da região do Rio Douro. O clássico bacalhau é o carro-chefe da casa, servido em vários estilos: bolinho, postas, com batatas cozidas e salada, ou até mesmo pré-cozidos, para viagem, atraindo cariocas de todas as partes da cidade.

 

A placa da Adega D´Ouro – Marcelo Piu / Prefeitura do Rio

 

Na Tijuca, o Bar Varnhagen ainda segue o tempero da Dona Maria Natalina (1935-2013), responsável pelos quitutes que hoje são servidos por sua filha Cidália. O espaço tradicional é também conhecido como o Bar dos Passarinhos, pois clientes que frequentavam uma antiga feira de aves nas redondezas deixavam as gaiolas das aves penduradas, enquanto consumiam no botequim.

A casa foi berço do Movimento Artístico Cultural dos anos 1960 e 1970, que reunia nomes como Ivan Lins, Gonzaguinha, Aldir Blanc, César Costa Filho, Sílvio da Silva Júnior, Cláudio Cartier, Márcio Proença e Paulo Emílio, entre outros. O grupo tinha a presença eventual de Cartola, Milton Nascimento, Guinga, Nélson Cavaquinho, Jamelão, Donga, Jackson do Pandeiro, João do Vale, Emílio Santiago, Ney Matogrosso, João Bosco e Clementina de Jesus.

– O IRPH tem como atribuição proteger, conservar e valorizar o patrimônio cultural da Cidade. O projeto circuitos tem como objetivo divulgar e informar a população em geral sobre o rico acervo de bens culturais existentes na Cidade do Rio de Janeiro. A Adega d’Ouro e o Bar Varnhagen estão inseridos no Circuito dos Botequins, que visa divulgar estes típicos e tradicionais estabelecimentos da boêmia e da cultura carioca – avalia Laura Di Blasi, presidente do IRPH.

A Prefeitura seleciona locais de destaque para temas como Botequins, Diversidade Religiosa, Rádio e Bossa Nova, entre outros. Uma placa informativa é afixada no local e, por meio delas, os visitantes podem saber um pouco da história e da relevância de cada patrimônio. Ao todo, são 22 circuitos, com mais de 270 placas instaladas.

Categoria:

  • 4 de fevereiro de 2024
  • Marcações: Adega D´Ouro Bar Varnhagen Prefeitura do Rio prefeitura do Rio de janeiro Tijuca Vicente de Carvalho

    RELATED POSTS

    View all

    view all