A SEMANA AGORA

As Depravadas, Calcinha Molhada e Farofa com Dendê abrem o Carnaval de rua da capital – Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

fevereiro 5, 2024 | by asemanaagora.com.br

No último fim de semana, o Carnaval de rua tomou conta de Campo Grande com a abertura de três blocos que não só animaram os foliões, mas também trouxeram consigo mensagens de empoderamento, inclusão e respeito às diversidades. As Depravadas, Calcinha Molhada e Farofa com Dendê foram os protagonistas da folia. O Carnaval tem apoio do Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul) e Setesc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte e Cultura). Para este ano, o investimento para os bloquinhos foi de R$ 500 mil, custeando sonorização, estrutura física e iluminação.  

Comemorando 31 anos, o bloco As Depravadas, formado por profissionais da imprensa, deu largada às festividades, no sábado (3) logo pela manhã. Considerado um dos mais antigos da capital, o bloquinho agitou o tradicional Calçadão da Barão, entre as ruas Barão do Rio Branco e 14 de Julho, no Centro. O cortejo é tradicionalmente realizado no sábado que antecede o feriado prolongado, já que a maior parte dos integrantes estará de plantão jornalístico na data. 

Neste ano, o bloco trouxe como tema “Paz & Amor & Alegria & Carnaval”. “Procuramos levar muita alegria para o Centro da nossa cidade, tomando a Barão do Rio Branco, que hoje é tombado como patrimônio cultural do município. O bloco As Depravadas acredita que cultura é ocupar os espaços, é estar nos lugares onde as pessoas estão”, enfatizou Eliane Nobre, jornalista e membro da comissão organizadora.

Há mais de três décadas, profissionais da imprensa se reúnem todo ano em frente ao Bar do Zé, na Barão

 Ainda no sábado, à tarde, a Praça Aquidauana ganhou vida com a explosão de alegria e criatividade do Calcinha Molhada, exaltando, acima de tudo, a bandeira do amor e respeito ao próximo. As atrações do bloquinho movimentaram o palco por sete horas, um prato cheio para quem já estava com saudade da folia. “O Calcinha Molhada tem um propósito, é um bloco feito por mulheres e para mulheres. A gente traz essa importância de um Carnaval seguro para que as pessoas consigam se divertir, as mulheres principalmente, vestirem o que quiserem, dançarem da forma que quiserem, sem serem importunadas, sem passar por alguma situação de assédio”, afirmou a organizadora Raína Menezes. 

Palco da festa, a Praça Aquidauana foi repaginada por meio de ação promovida pelo Calcinha Molhada. Envolvendo um coletivo de artistas e voluntários, o local recebeu pinturas coloridas, criativas e com mensagens afirmativas. “Percebemos que a praça estava muito degradada e surgiu a ideia de retribuir o carinho que o local e a vizinhança sempre nos ofereceu. Trouxemos o colorido do Carnaval, da esperança e que vai ficar para o resto do ano, servindo até para que outras pessoas façam seus eventos no mesmo espaço”, explicou Raína, que é arquiteta e urbanista e liderou a intervenção artística. 

O Farofa com Dendê também foi parceiro do projeto de renovação da Praça Aquidauana. E foi lá mesmo que o bloco envolveu os foliões neste domingo (4), ao som de tambores pulsantes, mensagens de empoderamento e que salientam a luta antirracista. O bloco foi criado a partir de um encontro com pessoas negras que formam o MNU (Movimento Negro Unificado). 

Apadrinhado pelo tradicional Cordão da Valu, o Farofa com Dendê pela primeira vez teve um dia e um local fixo dedicado à sua programação, embalando pessoas de todas as idades principalmente nos ritmos do axé e samba. “Nossa ideia é usar do Carnaval, a maior festa popular do nosso país, para divulgar e dar visibilidade aos artistas e empreendedores negros, exaltar a nossa cultura. De fato, agora temos um evento nosso e estamos muito agradecidos. São todos muito bem-vindos, precisamos de todos para fortalecer a luta antirracista”, revelou Tabata Camila Pereira, cofundadora do bloco. “É emocionante ter essa representatividade, a gente vê crianças pretas que estão vendo outras pessoas pretas no palco e se sentindo representadas. Isso é gratificante demais”, completou. 

“Estamos entusiasmados com a energia contagiante do Carnaval e este fim de semana já revelou como será a folia, que promete marcar positivamente o cenário cultural do nosso estado. O Carnaval, essa data esperada por todos nós brasileiros, é um reflexo da riqueza cultural, do respeito à diversidade, da inclusão e, além disso, um evento que desempenha um papel crucial no fomento à economia, impulsionando setores como o turismo, comércio e serviços”, destacou o secretário de Estado de Turismo, Esporte e Cultura, Marcelo Ferreira Miranda.

Para o diretor-presidente da Fundação de Cultura do estado, Eduardo Mendes, o apoio do Governo do Estado aos blocos valoriza a expressão viva da identidade cultural. “É um compromisso não apenas com a alegria, com a festa, mas com a preservação cultural e o fortalecimento econômico. Acreditamos que ao investir nos blocos carnavalescos, estamos contribuindo para a construção de um Carnaval culturalmente rico e com retorno econômico expressivo”.  

Lucas Castro, Comunicação Setesc
Fotos: Ana Ostapenko/FCMS

RELATED POSTS

View all

view all