A SEMANA AGORA

Campo Grande desponta no comércio internacional com iniciativas que fortalecem empresários e novos negócios – CGNotícias

fevereiro 5, 2024 | by asemanaagora.com.br

Capital das Oportunidades, Campo Grande tem se destacado no cenário do comércio internacional. Com mais de U$ 930 milhões exportados e importados no ano de 2023. Chile, Estados Unidos e Argentina foram os três principais clientes da Capital sul-mato-grossense, representando 44% das exportações. Já China, Canadá e Estados Unidos foram as três principais origens das compras, representando 62% das importações.

Para fortalecer as relações com esses mercados e criar outros, a Prefeitura de Campo Grande tem realizado diversas iniciativas. Em agosto de 2022 foi inaugurado o Escritório Internacional CGR Business. Desde então passaram por lá, cerca de 100 empresários das mais diversas cadeias produtivas de diferentes países.

O secretário Adelaido Vila explica que o principal objetivo do Escritório Internacional é conectar a Capital aos mais relevantes centros de desenvolvimento político e econômico globais. “Durante os últimos 2 anos, a Sidagro focou em agregar valor aos produtos e serviços de Campo Grande e internacionalizar o modo de pensar do empresariado local, para que ele visualize novas considerando as imensas oportunidades que o Corredor Bioceânico e as demais opções de RILAs já estão trazendo para nossa Capital”, diz.

Estiveram reunidos no CGR Business no último ano autoridades do Chile, Paraguai, Bolívia, Argentina, Itália, Canadá, Japão, Luxemburgo, Malta, Bélgica, Suécia, Croácia, Dinamarca, Portugal, República Tcheca, Lituânia, Chipre e Polônia. Outras visitas: Israel, Tailândia, Venezuela, EUA, Costa do Marfim e ASEAN (Associação das Nações do Sudeste Asiático).

A Prefeitura também inaugurou o Monumento da RILA, que homenageia Argentina, Bolívia, Chile e Paraguai em uma estrutura montada, que representa o marco zero do trajeto (a partir de Campo Grande) até os portos de Iquique e Antofagasta, no Oceano Pacífico.

“Campo Grande desponta como protagonista no contexto da integração regional, apostando em diversas ações que desburocratizam as relações aduaneiras, aumentando a participação do comércio regional nas exportações e importações; ampliando e diversificando a oferta de bens e serviços, fomentando esses novos traçados para a indústria, comércio, serviços e agronegócio”, explica a prefeita Adriane Lopes.

Como o centro da Rota Bioceânica, Campo Grande participou em novembro do último ano da III Expedição Rila, que objetivou demonstrar a viabilidade econômica do transporte de produtos e /ou insumos. Foram mais de 100 membros do poder público federal, estadual e municipal, além de empresários e academia que percorreram o Chaco Paraguaio, o Norte Argentino e o Norte do Chile apontando todos os gargalos e traçando estratégias para o protagonismo de Campo Grande e de Mato Grosso do Sul neste processo.

A iniciativa culminou com a prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes, sendo eleita por unanimidade, como presidente do Comitê Gestor dos Municípios que compõem a Rota Bioceânica no IV Fórum dos Entes Subnacionais do Corredor Bioceânico – Iquique/CL.

Para o gestor do Escritório Internacional, Paulo César Fialho, o município colhe os frutos de uma estratégia ousada de internacionalização que iniciou com a aproximação aos países da América do Sul, culminando com a instalação do CGR Business e do Escritório Comercial da Região de Tarapacá – Chile. “A abertura do Escritório Internacional possibilitou a materialização de relações sociais, culturais e econômicas com empresários e autoridades de diversos países. Isso é sinal do protagonismo de Campo Grande, que se consolidou como Capital da Rota Bioceânica, e de várias ações da Prefeitura como a participação na III Expedição da Rota de Integração Latino-Americana, da construção e inauguração do Monumento da RILA além da internacionalização da Expogrande”, finaliza.

 

RELATED POSTS

View all

view all