A SEMANA AGORA

Incubadora do Parque Tecnológico de Sorocaba já acelerou um total de 390 startups – Noticias

fevereiro 16, 2024 | by asemanaagora.com.br

Foto: PTS/Divulgação

Por: Marcelo Andrade e Rose Campos

A Hubiz, incubadora do Parque Tecnológico de Sorocaba (PTS) credenciada pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e, mais recentemente, também pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), já acelerou um total de 390 startups, dos mais diversos segmentos, dentro de seus programas. Algumas dessas startups, inclusive, ganharam destaque no cenário nacional e até internacional, pela característica inovadora de seus produtos.

Com um trabalho direcionado à preparação de empresas iniciantes, visando que estas ingressem competitivamente no mercado, a Hubiz oferece suporte abrangente, desde a fase inicial do projeto até o desenvolvimento completo das empresas emergentes, por meio de três programas de aceleração distintos: Aceleração Growth, Pré-Speed e Ideação.

A ideia é que esses programas específicos contribuam para a estruturação e crescimento das startups. Dessa forma, ganhando “musculatura”, essas empresas criam condições de buscar projeção no mercado.

Entre os recursos oferecidos está o programa #BeTheBoss, desenvolvido pelo PTS em parceria com o Sebrae Sorocaba e com instituições de Ensino Superior e de Ensino Técnico da região, que têm como objetivo o fomento da cultura da inovação e o desenvolvimento de competências empreendedoras, tais como trabalho em equipe, resolução de problemas, visão sistêmica, comunicação eficiente, protagonismo e criatividade.

Outra iniciativa, o Ideia Lab, é voltado à modelagem de startups, para atender projetos em fase de “ideação”, ou seja, de formulação, e contempla a seguinte trilha: Workshop Canvas e Workshop Job to Be Done. A participação é gratuita, com a abertura de turmas mensais.

Há, ainda, o Pré-Speed, com foco na pré-aceleração, para atender startups em fase de validação, com ou sem MVP (Produto Mínimo Viável, na sigla em inglês) do produto, serviço ou processo. Tem a duração de aproximadamente três meses e é intercalado por workshops, mentorias individuais e meetup.

Enquanto o Growth Aceleração é dirigido a startups que, de fato, já tenham um MVP validado e estejam em fase de operação ou expansão de mercado. Podem participar do processo de seleção pessoas físicas ou jurídicas, com equipes constituídas de, no mínimo, duas pessoas, para o desenvolvimento de solução ou negócio, cujas propostas de projetos tenham o objetivo de desenvolver ou gerar novos produtos, processos ou serviços, preferencialmente em formato digital, em diversas áreas, tais como: energia renovável, agrotech, economia criativa, fintech, indústria 4.0, inteligência artificial, IoT (Internet das Coisas), impacto social, entre outras.

Este último tem duração de 14 meses e os empresários recebem apoio para alavancarem seus negócios, por meio de workshops e mentorias com especialistas do mercado brasileiro de startups e altamente qualificados, além do auxílio na captação de recursos e de poderem participar do seminário do Sebrae Empretec com um representante da startup.

Apoio fundamental

Entre as empresas aceleradas está a VidaMaker, greentech do ramo de soluções tecnológicas e eficiência energética, encubada no Parque Tecnológico de Sorocaba (PTS), que recentemente foi uma das startups selecionadas para participar do InovAtiva de Impacto Socioambiental, considerado um dos maiores programas de aceleração de startups da América Latina. “O Parque Tecnológico de Sorocaba, por meio da Hubiz, foi fundamental para que pudéssemos receber as mentorias necessárias e, assim, termos um norte em relação aos rumos da nossa empresa”, destacou o CEO da startup, Leandro Batista.

Outra empresa assistida pela Hubiz é a [n2vec], especializada em busca de informações em documentos não estruturados, páginas web e texto em banco de dados, por meio do desenvolvimento de um mecanismo de busca que utiliza Inteligência Artificial (IA) para uso em websites, aplicativos, chatbots, sistemas empresariais e jurídicos. Em setembro de 2023, a startup incubada no PTS foi uma das escolhidas para apresentar seus trabalhos durante a Haystack – The Search Relevance Conference, evento voltado à tecnologia e inovação na área de pesquisa de dados e informações, realizado em Berlim, na Alemanha.

O CEO da empresa, Fernando Vieira da Silva, destaca que o apoio das equipes de mentoria e aceleração do PTS foi essencial para o desenvolvimento do seu negócio. “O Parque Tecnológico de Sorocaba é o nosso maior parceiro, tanto no sentido de auxiliar em mais caminhos para o desenvolvimento de tecnologias, bem como para entendermos melhor os problemas apresentados e buscarmos as soluções mais adequadas e, ainda, abrindo portas para novos clientes”, completa o executivo.

RELATED POSTS

View all

view all