A SEMANA AGORA

Campus São Carlos inova com disciplina em inglês na graduação – IFSP

February 29, 2024 | by asemanaagora.com.br

A disciplina de Ensaios Destrutivos do curso de Engenharia Aeronáutica utiliza a metodologia EMI (English as a Medium of Instruction)

Um feito inédito no Instituto Federal de São Paulo (IFSP) – Campus São Carlos teve início este ano com a primeira aula a utilizar a metodologia EMI (English as a Medium of Instruction) pelo professor Roberto Ramon Mendonça, na disciplina de Ensaios Destrutivos, para o curso de bacharelado em Engenharia Aeronáutica.

O projeto, idealizado pelo professor Ramon, com apoio da professora Daniela Terenzi — responsável pela Assessoria de Relações Internacionais do Campus São Carlos —, busca alinhar a visão de internacionalização do IFSP. O objetivo principal é fomentar o inglês como segunda língua e proporcionar uma experiência mais abrangente aos estudantes, conforme explica o professor Ramon. “Essa proposta, até onde se tem conhecimento, é inédita nos Institutos Federais de todo o Brasil”, destaca ele.

A iniciativa pretende ministrar a disciplina integralmente em inglês, criando um ambiente flexível em que os estudantes possam interagir tanto em português quanto em inglês, conforme a preferência. O professor também estará disponível para responder dúvidas em português, caso algum aluno solicite, estabelecendo uma dinâmica que procura por inclusão e conforto linguístico. “Essa abordagem flexível visa proporcionar aos estudantes maior conforto e desinibição com o idioma, resultando em uma experiência acadêmica enriquecedora”, explica o professor.

Além de promover a fluência em inglês, o projeto também visa a preparação dos alunos para os desafios do mercado de trabalho globalizado, em que a habilidade de se comunicar bem em inglês é essencial. “A iniciativa reflete o compromisso do IFSP São Carlos em oferecer uma formação acadêmica alinhada às demandas do cenário internacional, preparando seus estudantes não apenas como excelentes profissionais, mas também como cidadãos globais”.

A proposta está alinhada às metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), refletindo principalmente o objetivo número 4: Educação de Qualidade. Além disso, também pode estar relacionada ao ODS número 17: Parcerias e Meios de Implementação, ao buscar colaborações e intercâmbios internacionais a fim de aprimorar a qualidade da educação oferecida.

Como explica o professor Ramon, é importante destacar que a ação também pode ter impactos indiretos em outros Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, como o ODS 8: Trabalho Decente e Crescimento Econômico, ao preparar os estudantes para o mercado de trabalho globalizado, e o ODS 9: Indústria, Inovação e Infraestrutura, ao promover uma abordagem inovadora e internacionalizada na educação em Engenharia Aeronáutica.

Confira trechos da aula: https://www.youtube.com/watch?v=xFY1GbpJ7zA.

RELATED POSTS

View all

view all