A SEMANA AGORA

Serviços veterinários oferecidos pela Prefeitura salvam animais e dão alívio a tutores que não teriam condições financeiras para custear procedimentos

March 24, 2024 | by asemanaagora.com.br

Os pets estão cada vez mais presentes no dia a dia das famílias, inclusive no que diz respeito ao orçamento familiar. De acordo com último censo realizado pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) em 2021, estima-se que em Campo Grande há 287.768 animais domiciliados, entre cães e gatos. Pensando nessa demanda crescente na cidade, a Prefeitura de Campo Grande disponibiliza, desde dezembro de 2022, através da Subsecretaria do Bem-Estar Animal (Subea), serviços veterinários gratuitos para cães e gatos de tutores da Capital. Os atendimentos salvam animais e aliviam tutores que não teriam condições financeiras de custear procedimentos como consultas e cirurgias.

A Subea disponibiliza de forma gratuita serviços como consulta veterinária, vermífugo, medicação para controle de pulgas e carrapatos, vacinação antirrábica, microchipagem, castração, exames de sangue e imagens, cirurgias ortopédicas, entre outras, são alguns dos serviços ofertados.

A secretária da Subea, Ana Luiza Lourenço, destaca que o mais procurado pela população é a castração, e que pelo programa da Subsecretaria, o tutor que desembolsaria mais de R$ 870 reais – contando com tudo que é realizado no animal desde chegada dele na Subea até o procedimento-, consegue realizar a cirurgia sem custo. O acesso à política pública é fundamental para tutores assalariados e de baixa renda. “Hoje, o animal é encaminhado para castração através do programa da Prefeitura e além da consulta, ele é vacinado, vermifugado, recebe o microchip, que é obrigatório. Ele é encaminhado para o procedimento em clínicas que usam insumos de qualidade, como a anestesia inalatória, que apresenta menor risco para o animal, e tudo isso sem custo para o tutor”.

A titular ressalta ainda que o intuito do trabalho exercido pela pasta é de oferecer o serviço básico para que o tutor mantenha a saúde do seu pet e não precise de intervenções mais complexas. “Todos os serviços oferecidos pela Prefeitura são gratuitos, exatamente para que o tutor possa ter acesso a uma consulta veterinária ao menor sinal de mudança na saúde do seu pet, evitando que a situação se agrave”.

Quando a saúde do animal necessita de uma intervenção maior, a Prefeitura disponibiliza também um programa de convênio com a UFMS que traz economia e facilita o acesso para tutores. Somente o ano passado, 9.881 procedimentos foram realizados entre cirurgias, internações, exames e consultas com especialistas.

A subsecretária avalia que esse programa foi um avanço para a causa, por atender os animais de Osc’s (Organizações da Sociedade Civil) e protetoras que atuam principalmente abrigando animais em caso de maus-tratos. “Atualmente as clínicas cobram um valor mínimo de R$ 150 por exames de imagens, essenciais para fechar diagnostico dos animais, e a Prefeitura oferece esse serviço gratuitamente. Outro exemplo, é o valor cobrado por uma cirurgia ortopédica que gira em torno de R$ 2.500 e que é ofertado pela Prefeitura”.

A vice-presidente da OSC, Pedacinho do Céu, Teresa Bandeira, elogia os serviços. Para ela o convênio foi de suma importância, visto que Organização faz o acolhimento de animais há mais de 15 anos. “Antigamente não havia nenhum tipo de assistência para nós por parte do poder público, e agora através do convênio conseguimos ajudar muito mais animais e dar qualidade de vida para eles”, salientou.

Casos de piometra, que são inflamações do útero, aparecem diariamente na Subea e por se tratar de uma cirurgia de emergência, os valores cobrados em clínicas particulares vão de R$ 800 a R$1.200, para animais de pequeno porte. Isso significa que uma pessoa que tem como renda mensal um salário mínimo de R$ 1.412 não conseguiria custear e por meio da pasta há o acesso.

Harley Martins, tutora da cadelinha Sasha, procurou a Subsecretaria após sua cadela apresentar dor e sangramento vaginal. “Achei que ela estava no cio, mas vi que foi evoluindo e ela ficando cada vez mais abatida e com a barriga inchada”. Após passar por consulta, Sasha foi encaminhada para cirurgia no mesmo dia, o que surpreendeu a tutora. “Eu trabalho em um supermercado e sempre honro com meus compromissos, mas essa seria uma despesa que eu não conseguiria bancar. Se não fosse essa ajuda, não conseguiria salvar minha Sasha”, disse.

Consultas

A Prefeitura de Campo Grande, através da Subea, disponibiliza consultas veterinárias gratuitas as segundas, terças, quintas e sextas-feiras. São distribuídas 15 senhas pela manhã, a partir das 7h30 e 15 senhas pela tarde, a partir das 13h. O tutor deve ir até a unidade de atendimento com o seu animal, além de documento com foto, comprovante de residência e o número do NIS.

RELATED POSTS

View all

view all