A SEMANA AGORA

Empresas e organizações sociais já podem inscrever projetos para o ciclo 2024 do Selo Social Sorocaba – Agência de Notícias

March 25, 2024 | by asemanaagora.com.br

Fotos: Selo Social/Divulgação

Participação é gratuita para empresas, órgãos públicos e entidades do terceiro setor. Prefeitura de Sorocaba, por meio do Fundo Social de Solidariedade, é articuladora da iniciativa.

O Programa Selo Social Sorocaba realizou o primeiro encontro do ciclo 2024 na última quinta-feira (21), com a participação de 86 empresas, órgãos públicos e entidades do terceiro setor interessados no processo de certificação.

Para isso, o Selo conta com articulação da Prefeitura de Sorocaba, por meio do por meio do Fundo Social de Solidariedade (FSS). As capacitações oferecidas são gratuitas, com o patrocínio das empresas Rede Salesiana Brasil (nacional), Aurora Eadi, Ossel Assistência, Sorocaba Park Hotel e Kanjiko do Brasil, além do apoio do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa).

O tema de trabalho deste ano é “Fortalecendo os ODS em Sorocaba”, com diversas novidades no processo de certificação, dentre elas uma nova plataforma para submissão de projetos sociais. “A cada novo ciclo nós criamos novas ferramentas para ajudar a otimizar o trabalho e inspirar as organizações a irem sempre além. Na cidade, os participantes elegerão um Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) prioritário em comum, com o intuito de desenvolver ações que impactem positivamente neste ODS”, explica a diretora executiva do Selo, Carina Giunco.

Durante a reunião, os participantes escolheram o ODS – 16 Paz, Justiça e Instituições Eficazes para desenvolver a iniciativa. Ele objetiva promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e a construção de instituições mais eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.

As formações do Selo Social serão realizadas ao longo de todo o ano. Para chegarem até o fim do processo de certificação, os participantes precisam atender a diversos critérios, que vão desde a presença nos encontros até a demonstração de impactos internos e externos dos projetos, dentre outras exigências.

Em 2023, foram certificados 33 projetos de órgãos públicos municipais

O Instituto Selo Social também realizou, neste mês de março, um evento no qual foram certificados um total de 68 instituições com projetos relevantes, seja de iniciativas vindas do Poder Público, de empresas ou de organizações do terceiro setor. Somente por parte do município, somando projetos de Secretarias e do Fundo Social de Solidariedade (FSS), foram 33 projetos reconhecidos com os certificados, resultando em um total de 79 impactos sociais, colocando em prática os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) como metas para serem atingidas em uma agenda mundial até o ano de 2030.

A Secretaria de Meio Ambiente, Proteção e Bem-Estar Animal (Sema) foi certificada com dois projetos, que geraram três impactos sociais, nos ODS 13 e 17. São os projetos Clube Ecológico do Refúgio, voltado à educação ambiental de um grupo de crianças; e o projeto Coaves Kids – Clube de Observadores de Aves Infantojuvenil, outra iniciativa que busca aproximar os pequenos da natureza e proporcionar conhecimento sobre as aves, estimulando a curiosidade e a pesquisa sobre o tema.

A Secretaria da Cidadania (Secid), por sua vez, foi certificada com a realização de 13 projetos e 25 impactos sociais, no ODS 1, 3, 4, 10, 16 e 17. Foram eles: Busca ativa do Cadastro Único (facilitando o acesso de famílias em situação de vulnerabilidade a programas de transferência de renda, como o Bolsa Família, do governo federal); Auxílio gemelar (benefício que atende famílias que passam pela gestação de gêmeos); “Você no Comando”, com curso na área da beleza dirigido a mulheres que buscam se tornar empreendedoras e alcançar autonomia financeira; “Envelhecimento Ativo”, voltado aos idosos atendidos pela Chácara e pelo Clube do Idoso; HumanizAção, que proporciona abordagem social e serviços de assistência a pessoas em situação de rua no município; “Dançar e Crescer”, que proporciona aulas de balé para crianças cujas famílias são atendidas pelos CRASs.

Além desses, outros projetos desenvolvidos em parceria também foram realizados. Como o “Fazendo Arte”, com a Afissore (Associação dos Fissurados Labiopalatais de Sorocaba e Região), que integra socialmente, com ações artísticas e culturais, crianças e adolescentes atendidos pela instituição; a campanha “A Fome não é Fake!”, ao lado do Fundo Social, com o propósito de proporcionar suporte a famílias em situação de vulnerabilidade, com o fornecimento de cestas básicas e outros itens de necessidade; “Emprega Sorocaba”, em parceria com outras Secretarias municipais, atuando como uma extensão do programa Mutirão de Empregos Sorocaba; “Reciclagem e Sustentabilidade”, com o parceiro Coopereso, disseminando a prática da reciclagem e ações de sustentabilidade no município; “Unifica Bem Social”, em parceria com o Colégio Politécnico, da Fundação Ubaldino do Amaral (FUA), entidade filantrópica que proporciona bolsas de estudo para crianças, adolescentes e jovens em vulnerabilidade social; “Alimentação Saudável e Qualidade de Vida”, com o parceiro Associação Amor em Cristo, proporcionando ações voltadas ao seu desenvolvimento e qualidade de vida; e “Projeto Semente”, em parceria com o Sebrae, que oferece cursos de qualificação profissional e mentoria, com foco em empreendedorismo; Abordagem social para pessoas em situação de rua, em parceria com o SOS (Serviço de Obras Sociais); e Acompanhamento psicológico para gestantes.

Já o Fundo Social de Solidariedade, além de articular e incentivar as iniciativas de cunho social de organizações em Sorocaba, também teve quatro projetos reconhecidos pelo Selo Social, gerando 17 impactos sociais, nos ODS 1, 2, 3, 4, 5, 10,12,16 e 17. Foram desenvolvidos os seguintes projetos: “Casamento Comunitário”, que, por meio da parceria com várias empresas e entidades, oficializa a união de casais socialmente vulneráveis e realiza o evento de celebração, proporcionando todos os itens da festa, do vestido de noiva à decoração do salão e ao bolo. A campanha “A Fome não é Fake!”, de arrecadação de alimentos, água e outros itens de necessidade para serem entregues a famílias em situação de vulnerabilidade. E mais a “Campanha de Inverno”, voltada à doação de roupas, agasalhos e cobertores, realizada no período mais frio do ano. Ainda, por fim a parceria com o Instituto Selo Social, unindo forças para a realização do evento de certificação e, ao longo do ano, divulgando as ações de promoção de cada ciclo.

Por fim, também é importante destacar as ações da Secretaria da Educação (Sedu) nessa área. Ao todo, a pasta desenvolveu 14 projetos com esse viés, que resultaram em 34 impactos sociais, nos ODS 3, 4 e 17. São todas essas iniciativas: “Eu Pratico Esporte Educacional Escolar”, que leva 14 diferentes modalidades esportivas para serem praticadas no contraturno escolar em unidades do Ensino Fundamental, na rede municipal; “PTS na Escola”, em parceria com o Parque Tecnológico de Sorocaba (PTS), voltado ao ensino de tecnologia, inovação e raciocínio lógico; Telas interativas, com uso de tecnologia digital voltado ao ensino; Oficinas de Aprendizagem, com aulas de reforço escolar; Fundo Rotativo da Escola (FRE), em parceria com as Associações de Pais e Mestres (APMs), que define, junto aos gestores pedagógicos da escola a destinação de significativa verba proporcionada pelo município; “Cruzeirinho na Escola”, em parceria com o suplemento Cruzeirinho, do jornal Cruzeiro do Sul, para projetos voltados ao desenvolvimento pedagógico e criativo dos alunos da rede; “Escola Linda de Verdade”, que proporciona serviços de manutenção e reforma na infraestrutura das escolas; “Envolver para Desenvolver”, voltado à qualificação profissional de estagiários da rede municipal de ensino; “Orcam my Eyes”, entrega de 50 óculos de tecnologia assistiva para pessoas cegas ou com baixa visão; “Educação para as Relações Étnico-raciais”, projeto pedagógico voltado aos alunos da rede; “Educação Alimentar e Nutricional”, que visa a alimentação saudável dos alunos; “Informativos sobre Alimentação para a comunidade escolar”, visando o compartilhamento de informações sobre o tem com as famílias dos estudantes e demais integrantes da comunidade escolar; “Formação online para Educadores sobre Alimentação Escolar”, formação voltada a professores e demais educadores, com foco na disseminação do conceito de alimentação saudável, ampliando seu alcance na comunidade.

RELATED POSTS

View all

view all