Blog Noticias

Vinte alunos da Rede Municipal são classificados para etapa final da seleção para a Escola do Teatro Bolshoi

Após três dias de avaliações do processo seletivo dos alunos da Rede Municipal de Ensino de João Pessoa interessados em estudar gratuitamente na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, em Joinville, 20 alunos foram selecionados para participarem da etapa final que vai acontecer no mês de outubro, em Santa Catarina. Participaram dessa 2ª fase de avaliação 770 estudantes com idades entre 9 e 11 anos.

Do total dos 770 alunos avaliados na quinta-feira (23) e sexta-feira (24), no Centro Escolar de Atividades Pedagógicas Integradoras (Cemapi), em Mangabeira, 79 foram classificados e reavaliados neste sábado (25). Foram acrescentados mais alguns exercícios para que fosse observado quais estão mais aptos para concorrer na etapa final. Foram vistos alongamento, flexibilidade, condição de articulação e musculatura.

“Agradecer mais uma vez, em nome do prefeito Cícero Lucena e todos que fazem a Educação, a essa equipe maravilhosa do Bolshoi. Sei que não é uma missão fácil, em um universo de centenas de alunos, selecionarem apenas 20. Os que não foram selecionados não quer dizer que em um outro momento não possam vir a concorrer lá no Bolshoi, e também não quer dizer que eles não possam vir a ser grandes bailarinos”, disse a secretária de Educação e Cultura (Sedec), América Castro.

A cada ano a procura dos alunos nas escolas da Rede Municipal têm aumentado. Em 2021, durante o primeiro ano da atual gestão, foram 457 alunos inscritos. Este ano foram 1.744 crianças.

A coordenadora do processo seletivo do Bolshoi no Brasil, Sylvana Albuquerque, falou sobre este crescimento. “É um engajamento diferenciado. É muita vontade das crianças e isso é um reflexo de que primeiro a gente tem uma pessoa que acredita muito na criança, que é o prefeito Cícero Lucena, a secretária América e Luciana Dias, e a Fernanda, que coordena toda essa parte aqui em João Pessoa, além de vários outros profissionais envolvidos. Se as crianças não estão motivadas, não existe processo, se as pessoas não acreditam nas crianças, não existe processo. Na verdade, é uma grande mola que move tudo, é uma grande engrenagem e se cada um faz a sua parte é esse resultado” disse com Sylvana Albuquerque.   

Os três dias de seleção também foram acompanhados de perto pela secretária executiva de Educação, Luciana Dias. “A Rede Municipal de Ensino de João Pessoa pensa no melhor para nossas crianças. Então, aquela criança que já é identificada com essa vocação ao balé, por que não oferecer o melhor que há? É um orgulho muito grande, muito gratificante, por isso que eu faço questão de participar dessa seleção”, disse a secretária executiva.

A novidade este ano é que os alunos avaliados neste último dia também precisaram realizar uma prova de Matemática e Português, além de uma avaliação feita pelos alunos de Psicologia da Faculdade Facene.

“A cada ano a seleção torna-se mais complexa. A comunidade, a sociedade confiam no nosso trabalho. Então, a gente está inovando com avaliação psicológica onde teremos todo um parâmetro de quem são essas crianças, se elas se adaptam à distância da família, a uma escola diferente como o Bolshoi”, falou a representante da Escola do Teatro Bolshoi em João Pessoa e coordenadora do processo seletivo da Sedec, Fernanda Albuquerque.

Parceria – Atualmente, 14 alunos da Rede Municipal de João Pessoa estudam na Escola Bolshoi, em Joinville, graças a uma parceria entre a Escola do Teatro Bolshoi e a Prefeitura, que teve início em 2003, durante a primeira gestão do prefeito Cícero Lucena, e retomou em 2021.