A SEMANA AGORA

Agência Minas Gerais | Governo de Minas entrega kits para catadores de materiais recicláveis cadastrados no ReciclaBelô

fevereiro 8, 2024 | by asemanaagora.com.br

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), iniciou nesta quinta-feira (8/2), no Centro Mineiro de Referência em Resíduos, a entrega dos kits de trabalho para cerca de 300 catadores de materiais recicláveis cadastrados no ReciclaBelô, programa de reciclagem popular que visa promover a geração de renda e a limpeza de Belo Horizonte durante os quatros dias de Carnaval.

Os primeiros kits foram entregues pelo governador Romeu Zema, durante encontro com catadores que irão trabalhar no Carnaval de BH. Na oportunidade o chefe do Executivo destacou a importância do programa para a geração de renda dos profissionais que colaboram para manter a cidade limpa.

É a primeira vez que estamos fazendo um plano para o Carnaval para que a coleta do material seja mais produtiva e selecionada e possa trazer mais renda para quem atua nesta atividade que eu considero totalmente nobre” disse.

“Este material ia para lixões e para aterro sanitário e que com a atividade de vocês vai ter uma duração muito maior e ainda se transforma em renda. Nós estamos evitando a poluição e estamos gerando uma atividade econômica e social” completou Zema

Entre os itens que compõe o kit estão camisetas, luvas, bota, boné e mochila-saco para armazenamento dos pertences dos trabalhadores. Com o programa, a expectativa é a coleta de 40 toneladas de materiais recicláveis durante o Carnaval. O material será encaminhado a galpões de triagem das cooperativas que são referência, serão prensados e armazenados para comercialização junto a indústrias de reciclagem.

Apoio aos catadores

Além do material de trabalho, os catadores receberão uma remuneração diária no valor de R$ 150 que, somado a venda dos materiais coletados nos dias de festa, irão proporcionar o aumento de renda destes trabalhadores.

Como é o caso da dona Creuza Alves, que há 10 anos vive com a renda da coleta de matéria reciclável. Para ela, o ReciclaBelô vai ajudar a pagar as contas de casa.

“Este dinheiro vem para ajudar a pagar as nossas contas e gera renda para quem vive desta atividade. Além de deixar a cidade com menos lixo. No Carnaval queria deixar um recado para os foliões, que ao invés de jogar as latinhas no chão procure um catador e deposite o material na sua sacola de coleta” recomenda.

Ainda durante o período de folia em Belo Horizonte, entre os dias 10 e 13/2, serão implementadas três centrais fixas de reciclagem nas regiões Leste e Centro-Sul. Os locais serão equipados com mesa de triagem, estocagem temporária de recicláveis, balança para pesagem dos materiais e espaço de atendimento, além de contar com fornecimento de energia elétrica.

Estes locais servirão como ponto de apoio logístico para coleta e distribuição de itens aos trabalhadores, como alimentação, equipamentos de proteção individual (EPIs) e acesso exclusivo aos banheiros.

ReciclaBelô

O ReciclaBelô é uma iniciativa de cooperativas de catadores de materiais recicláveis da capital mineira, que será realizada neste ano com o apoio do Governo de Minas, por meio das Secretarias de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e de Planejamento e Gestão (Seplag), e do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio do Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente (Caoma). A iniciativa ainda conta com a parceria da Copasa e da Cemig.

Idealizado por pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e por lideranças de catadores de Belo Horizonte, o programa foi contemplado por meio da Plataforma Semente do MPMG. Para este projeto, foram direcionados, pelos Promotores de Justiça, R$ 592 mil em recursos provenientes de Medidas Compensatórias Ambientais.

RELATED POSTS

View all

view all